24 março 2009

O Dia Mastroianni

Bom, rápido e interessante.
Leitura flutua por entre os pensamentos do autor e do(a) leitor(a).
O mundo não existe, é tudo invenção minha...

"Aos dândis precoces, escritores sem livros, músicos sem discos, cineastas sem filmes com quem conversávamos por citações de romances inexistentes, flanando sob pontes e mesas de botecos como pândegos muito sólidos, lordes sem um tostão nos bolsos, trocando os dias pela noite e as noites por coisa alguma! Bebamos a nossa perpétua disponibilidade para vernissages inúteis, bocas-livres sem convite! Brindemos ao nosso futuro e passado, a enredar fiapos de vida dedicados ao culto do ócio, de nós mesmos e de paixões viróticas: nossa doce e irreparável adolescência."

"... depois do dia em que me disseram que tudo o que pensava poderia ser escutado por deus... Preferi deixar de acreditar nele. Porque, se acreditasse, saberia que estava condenado ao inferno!".

O Dia Mastroianni
João Paulo Cuenca
Editora: Agir

Um comentário:

Alinne Aquino disse...

Adorei a frase "O mundo não existe, é tudo invenção minha..."