23 fevereiro 2009

Adeus...


Água. Shampoo. Condicionador.

"...se esconde ? Que nome você tem..." Diziam as caixas de som.
Enquanto se ensaboava o celular tocou.
- Se for importante, liga de novo. - Pensou.
O celular tocou por um bom tempo antes de cair na caixa postal.
".. amor me dê um sinal..."
- Se for importante, vai deixar recado - Conclui o pensamento anterior.
O celular voltou a tocar, mas as lembranças de uma cidade violente, que vive, a fizeram sair de seu relaxante banho.
Apertou o "pause" e disse; - Alô.
- Tá? Tudo bom? - Uma voz feminina, hesitante e conhecida lhe falou.
- Oi, tudo bom? Estava no banho.
- Tá, o Fernando morreu.
- O quê? Q'que você tá falando? Que brincadeira é essa? - Disse firmemente.
- Se matou. Não é brincadeira.
-...não... Quando ? Porquê ?
- Acharam ele num hotel ontem a noite. Não sei direito, o enterro é amanhã cedo.
- Humn.. humn.. já te ligo. - Disse como quem relembra o que não aconteceu.
Desligou a ligação e apertou o "play".
"... E vai marcar prá sempre, a minha vida..."
Tá voltou para o banho.

Água. Água. Lágrimas. Água. Água. Lágrimas...

Um comentário:

Gabriel Borges disse...

saudade de amigos que não sei quando voltarei a rever...

Os ventos daqui cada vez mais estão voltados para o lado oposto do brasil...

Santos Blogs! Santa Internet